Os centros urbanos engolem as massas

Os centros urbanos engolem as massas
pelos túneis, edifícios, anéis viários
e repartições públicas de arquitetura brutalista,
que rangem a alma contra o concreto
e perfuram-na com colunas meramente decorativas.

As metrópoles atraem as massas
ofertando trabalho, sexo e dívidas,
e cospem-nas ao fim do dia
para que um novo dia amanheça,
pulverizando-se os sonhos
e tecendo as tragédias da vida moderna.

Mas a tragédia do cotidiano é apenas vestígio
da grande catástrofe da civilização humana
que jamais anunciaria-se nestes versos rasos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s